Buscar
  • Miriam Zlochevsky Tunchel

Design Verde:precisamos falar sobre isso




Curiosamente, meus clientes mais recentes me procuraram para desenvolver algumas peças gráficas e em especial, embalagens, que fossem coerentes com a filosofia sustentável de suas empresas.

Estes pedidos me fizeram pensar na tendência que se torna cada vez mais frequente, de empreender, mas com a preocupação de não prejudicar o planeta. Modismos, clichês e afins nem se encaixam nesse momento. Não são produtos que fingem ser ecológicos somente para atrair a simpatia dos consumidores, são realmente sustentáveis. Sejam cosméticos que usam corantes naturais e não são testados em animais, até produtos alimentícios feitos com ingredientes sem agrotóxicos, todos estão alinhados com os princípios de seus criadores e precisam que sua imagem sustentável seja confirmada graficamente.

Minha primeira sensação foi de satisfação. Compreendi que o designer, mais uma vez, se torna peça importante no sucesso de um produto. Não só porque cria peças gráficas bonitas e elegantes, mas também porque reforça conceitos fundamentais daquela empresa e consegue captar e traduzir em peças de comunicação, valores de seus clientes.

Alternativas para flyers são pensadas. Vamos imprimir? Usar mais papel? Se sim, quais os tipos que podem causar menos impacto?

Com as embalagens o raciocínio é o mesmo. Quais os materiais disponíveis que podem ser usados com a mesma preocupação, sem correr o risco de empobrecer a peça gráfica? Um dos principais papeis de uma embalagem é atrair o olhar do consumidor em um universo de produtos concorrentes.

Basicamente entendi que meu desafio será buscar nos materiais as alternativas mais apropriadas e dispor de todos os recursos visuais do meu acervo pessoal, para produzir design interessante e acima de tudo, coerente! Se a melhor escolha for o plástico, podemos fazer com garrafas pet reaproveitadas? Se vamos de metal, considerar o alumínio, desde que seja reciclado!

Não sou exatamente exemplo de habitante da Terra que age conforme um manual de sustentabilidade diria ser o ideal, mas da maneira que consigo, vou dar mais atenção à esses aspectos nas minha próximas criações e fazer desta preocupação, uma rotina.

18 visualizações